Aquele Lugar Especial de Nothing Beach (6/12)

Capítulo 6

Aquelas Lágrimas

 

Correu, correu, correu, correu e correu.

 

E enquanto corria, via-se um pouco mais nitidamente. Não era tão frágil assim, não no dia a dia, mas ali, naquela cidade, era a personificação da sensibilidade. Sentia as coisas de formas mais intensas, mais reais, mais puras — sem aquele maldito filtro da sociedade.

 

Continuou correndo, mesmo sentindo as pernas tremerem e os músculos doerem.

 

E enquanto quase falhava e caia, percebia-se um pouco mais nitidamente. Nunca esteve tão presente como agora. Não, estava errada. Quando era mais nova, num período entre o nascimento até sua adultez, havia sumido e só agora parecia estar voltando.

 

Corria, sem parar, tentando alcançar as ruas principais da cidade. Talvez, ali, tivesse um pouco mais de conforto e segurança.

 

E enquanto olhava para as luzes ao longe, sentia-se, finalmente, um pouco mais viva. Era até reconfortante, de certa forma, sentir aquilo tudo, mesmo naquelas circunstâncias. Estava com medo, fome, cansada e frio. Mas também estava sentindo algo crescer firme no seu peito.

 

“Um novo Eu?”

 

Foi parando de correr, aos poucos, respirando pesadamente e olhando para aquelas ruas desertas, tão longas, tão dispersas, tão convidativas. Sentiu, naquele momento, que estava mudando.

 

E parou de chorar.

About the author

Nerd Esotérico

Sou minha essência, não sou o que digo que sou ou o que você diz que sou. Em minha mente egocêntrica, amo escrever, jogar videogame, ler, degustar filmes e boas comidas. Nada mais. Nada menos.