Review – Bayonetta: Destino Sangrento (2013)

Bayonetta: Destino Sangrento (Bayonetta: Bloody Fate – 2013) é um filme animado (anime) baseado no jogo Bayonetta (multiplataforma – 2009) desenvolvido pela PlatinumGames. O filme, assim como o jogo, tem várias cenas fortes de ação, violência, nudez e temas pesados como religião, sendo apropriado para maiores.

Em 2009 a Sega publicou o jogo Bayonetta, desenvolvido pela PlatinumGames, para os consoles PlayStation 3 e Xbox 360. O jogo era um misto de hack and slash (estilo de jogo) e ação, com muitas cenas fortes. A história do jogo inicialmente acontece em Vigrid, cidade fictícia na Europa, Bayonetta é uma bruxa que tem como poder vários feitiços e ataques mágicos, como invocação de monstros e armas de fogo mágicas. Ela acorda depois de um sono profundo de 500 anos, e sua jornada começa com Bayonetta tentando descobrir mais do seu passado que envolve a ordem das bruxas Umbra e dos sábios Lumen. Em sua jornada ela enfrenta vários inimigos entre eles: “anjos”, religiosos e muitas bestas.

Cena do jogo Bayonetta

No filme Bayonetta: Destino Sangrento, a história é uma adaptação do primeiro jogo da franquia e foi produzido pelo estúdio Gonzo e publicado nos EUA pela Funimation. Com direção de Fuminori Kizaki e roteiro de Mitsutaka Hirota, o enredo segue os eventos e personagens do primeiro jogo com pequenas mudanças nos locais e detalhes específicos.

Cena do anime

O filme do começo ao fim é bem corrido, com constantes cenas de ação e lutas violentas com muito sangue. Bayonetta faz um papel extremamente overpower, é extremamente dificil ver a bruxa sofrer algum ataque. Na melhor das hipóteses, ela sofre um ataque de raspão ou alguma arma que ela usa é danificada. Seus feitiços e invocações de monstros são perfeitamente bem feitos no anime, assim como os anjos que foram muito bem retratados segundo a história do game. O fanservice é bem gratuito, sendo até forçado em alguns momentos, assim como no game.

Tem uma referência a obra Divina Comédia” (1304 – 1321) de Dante Alighieri em certo momento, assim como referencias que remetem diretamente a Inquisição da Igreja Católica Romana e até mesmo a mídia sensacionalista dos dias atuais.

Bayonetta: Destino Sangrento é um bom filme de ação, com muitas lutas e correria do inicio ao fim. Se você curte anime, é uma boa pedida ver, principalmente se é fã da franquia ou jogou algum jogo da bruxa. Já deixando o recado para os desavisados: caso você não conheça o jogo ou o anime, tire as crianças da sala!

Depois da Nintendo ter feito uma parceria e arcado com todas despesas da PlatinumGames, a franquia Bayonetta retorna com um segundo jogo sendo exclusivo do console da empresa japonesa, o Nintendo Wii U.

Em 2014, a Nintendo lança um port do primeiro jogo para o Nintendo Wii U e, no mesmo ano, lança a continuação: Bayonetta 2 também para o Wii U. Nos resta esperar para um novo anime ou melhor ainda, um novo game.

Pontos positivos:

  • Muita ação
  • Monstros e criaturas gigantes muito bem representados

Pontos negativos:

  • Protagonista overpower demais
  • Plot twist poderia ser melhor

Nota final: 7,5 / 10

 

About the author

NerdProfeta

Cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista.

  • Diego Rodrigues dos Santos

    Gostei da analise. Bem completa e sem spoiler. Me fez ter interesse em assistir. Não conheço muito da franquia mas sei que é bem famosa e aclamada.

    Gostaria que os Lumens fossem os mesmos engraçadinhos do Rayman kkkk

    • Seja bem vindo Diego!
      Fico feliz com seu elogio e fique extremamente a vontade seja pra elogiar, criticar ou apoiar, a casa é sua!
      Tomara que chegue um terceiro game da franquia ou lancem uma animação adaptando o segundo jogo né!
      Grande abraço!

      • Diego Rodrigues dos Santos

        Valeu. Só continuar que ta massa. Att.