Review: Fragmentado (2017)

Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI), conhecido por muitos como “dupla personalidade.” O personagem central da trama do filme Fragmentado possui TDI, mas não só isso, ele possui uma sede de mostrar ao mundo para que ele veio, ele no caso, é uma das 23 personalidades que interagem no personagem…

Fragmentado (Split) é um filme de terror psicológico escrito e dirigido por M. Night Shyamalan, famoso diretor de filmes conceituados como Corpo Fechado (2000), Sexto Sentido (1999), A Vila (2004) e Sinais (2002). Seu elenco conta com James McAvoy (X-Men: Apocalipse), Anya Taylor-Joy (Morgan)  e Betty Buckley (Chicago Med). O filme, distribuído pela Universal Pictures, estreou no dia 20 de janeiro de 2017, nos Estados Unidos, e dia 23 de março de 2017, no Brasil.

Kevin (James McAvoy) é um homem com TDI e diagnosticado pela sua psicóloga, Dra. Karen Fletcher (Betty Buckley), com 23 personalidades. Uma das personalidades, chamado Dennis, sequestra três adolescentes no estacionamento de um shopping, mantendo elas em cárcere privado em um porão de um subsolo. As personalidades fazem uma espécie de “rodízio” para tomar o controle, sendo que algumas se juntam para formular planos macabros como a personalidade de Dennis e também uma personalidade de uma mulher chamada Patrícia.

Patrícia em cena

As três adolescentes são: Casey Cooke (Anya Taylor-Joy), Claire Benoit (Haley Lu Richardson) e Marcia (Jessica Sula), e embora as duas últimas não sejam tão amigas da “estranha” Casey, as três se veem obrigadas a trabalhar juntas para tentar sobreviver ao maníaco. Elas percebem que o raptor tem sérios problemas, aparecendo sempre com uma personalidade diferente, e numa das aparições elas conhecem Hedwig, uma criança de 9 anos que segue as ordens de Dennis e Patrícia.

O filme do inicio ao fim tem um clima sombrio e macabro, focalizando muito bem o lado emocional, psicológico e até mesmo espiritual dos personagens, que são profundos e tem suas bagagens emocionais. Kevin, o personagem central, tem seus segredos assim como suas personalidades distintas, e no decorrer do filme vai revelando o porque do transtorno até chegar no ápice final da trama, com um plano maligno de Dennis e Patrícia em ação.

O TDI, geralmente ocorre através de um trauma forte, muitas vezes na infância, de cunho sexual, físico ou psíquico. O que em seguida a criança / jovem fragilizada desenvolve inconscientemente uma defesa na qual cria uma personagem dela mesma, podendo ser totalmente diferentes entre si, com sexualidade diferente, gostos diferentes, sotaques diferentes. A pessoa pode ou não se lembrar dos atos que as outras personalidades fazem, e também podem ou não gostar / odiar umas as outras. Isso é relatado fielmente na trama do filme.

O diretor Shyamalan como sempre, faz uma rápida aparição no filme. E por falar nele, esse filme é a volta gloriosa do diretor: depois de fracassos de critica e bilheteria desde A Dama na Água (2006) até o recente A Visita (2015), Shyamalan volta aos tempos de ouro com Fragmentado. E novamente, como de costume em seus longas, o final do filme tem uma revelação profunda na história como um todo, gerando grandes possibilidades de futuros filmes e até mesmo uma franquia, tendo até participação especial de um ator famoso (Não, eu não vou revelar o tremendo spoiler que é o final aqui…).

McAvoy tem uma atuação soberba aqui. E mostra que os atores de filmes de super-heróis podem muito bem interpretar outros papéis e se destacar. Acho dificil ele ser indicado ao Oscar (geralmente só dão bola para filmes de drama…), mas caso seja eu ficaria na torcida por ele.

Pontos positivos:

  • Ótima atuação de James McAvoy e seus muitos personagens
  • Direção e história muito competente de M. Night Shyamalan
  • Forte base emocional da maioria dos personagens da trama

Pontos negativos:

  • Capacidades overpower do verdadeiro vilão
  • Um ou dois personagens coadjuvantes estão ali apenas fazendo o “básico” de um filme de suspense / terror

Nota final: 9,7 / 10

About the author

NerdProfeta

Cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista.

  • Ivo

    NerdProfeta, beleza? Eu vi esse filme, na verdade baixei ele na Internet e concordo plenamente com seus pontos positivos e negativos. Fica em especial a atuação do James McAvoy que simplesmente foi fantástica. O que estragou minha diversão nesse filme (quebrou algo que poderia ser surpreendente) foi o trailer que mostrar ele de um certo modo que (não vou dar spoiler aqui!) que com certeza se não tivesse visto, ficaria impressionado mais ainda.
    Mas de resto foi um excelente filme e acho que finalmente o M. Night Shyamalan está trazendo coisas boas depois de um bom tempo fazendo alguns filmes ruins.
    Grande Abraço! Ivo!

    • Obrigado Ivo! Tirando esses pequenos detalhes o filme é ótimo mesmo! Esses deslizes mínimos não estragam a atuação do antagonista nem do diretor, que finalmente voltou a sua melhor forma!
      Me passa um link com seu avatar para colocar aqui no blog!