Review: Punho de Ferro (2017)

Não se atente para críticas de sites ou redatores que nem conhecem o personagem e as histórias em quadrinhos. Confira conosco, esse review da mais nova série da Marvel em parceria com a Netflix desse super-herói místico e assista por si mesmo para tirar suas conclusões!

Punho de Ferro (Iron Fist) é um lutador de artes marciais, seu nome verdadeiro é Daniel “Danny” Rand. Foi criado por Roy Thomas e Gil Kane e sua primeira aparição foi em Marvel Premiere #15 (maio de 1974).

Abaixo, iremos estar falando da obra original nos quadrinhos e em seguida, como foi apresentado na série.

Origem

Nos quadrinhos, a história começa com Wendell Rand jovem e destemido, estudante de artes marciais e que tinha descoberto a mística cidade de Kun Lun. Lá, treinando para ser o portador do Punho de FerroWendell se apaixona por Shakirah, casando-se com ela e tendo uma filha, Miranda. Porém, Nu-An, um filho de um dos líderes, também estava apaixonado por Shakirah, o que o levou a expulsar a mulher e sua filha da cidade. Wendell enfrenta e derrota o jovem Davos, no qual lhe dava acesso para enfrentar o dragão Shou-Lao, o Imortal e assim conquistar o Punho de Ferro. Mas Davos exige lutar até a morte, no qual Wendell não aceita e assim sai da cidade, deixando o combate sem vencedor.

A cidade de Kun Lun só se manifestava na Terra a cada 10 anos, nesse tempo, Wendell já estava casado com outra mulher, Heather Duncan Rand, e tinha outro filho, Daniel Rand que estava com 9 anos. Wendell, sua esposa, o pequeno Danny e seu sócio nas empresas Rand, Harold Meachum, fizeram uma nova expedição para achar a cidade mística novamente. Porém, cheio de ambição para ter o poder nos negócios, Harold causa a morte dos pais de Danny, e retorna para os EUA liderando os negócios da Rand. O pequeno Danny encontra a cidade, e é treinado nas artes marciais, por ordem de Yu Ti, um dos antigos professores do pai. Após 10 anos e ao fim de seu treinamento, Danny aprende a controlar seu chi (energia espiritual), recebe uma ” tatuagem ” em forma de dragão alado em seu peito, que simbolizava que era o portador digno do Punho de Ferro. Com o portal aparecendo na Terra, Danny, agora como o Punho de Ferro, volta à civilização em busca de vingança.

Na série, as empresas Rand atuam globalmente com fábricas e laboratórios químicos, sendo criada por Wendell Rand (David Furr) e Harold Meachum (David Wenham). Em uma viagem de negócios, acontece uma trágica queda de avião em que Wendell, sua esposa Heather Duncan Rand (Victoria Haynes) e seu filho Danny Rand (Finn Jones) são dados como mortos. Em seguida, Harold e seus filhos, Joy Meachum (Jessica Stroup) e Ward Meachum (Tom Pelphrey), assumem o controle da Rand. 15 anos depois, com o portal aberto para a Terra, Danny Rand retorna já como mestre em artes marciais e como o Punho de Ferro. Lá ele parte em busca de respostas e descobre que Harold Meachum já morreu. Joy e Ward não acreditam que ele de fato é o verdadeiro Danny, já que todos acham que toda a família Rand faleceu no acidente, e então começa o confronto entre eles para Danny ter o seu direito de herdeiro na empresa. Neste meio tempo, Danny acaba também descobrindo muito mais do que deveria, o que vai provar se ele é de fato a pessoa digna de carregar o nome de Punho de Ferro.

Poderes e Habilidades

Nos quadrinhos, Danny Rand após vencer Shou-Lao e ter ganhado a marca e o título de Punho de Ferro, se torna capaz de concentrar seu chi, a energia natural de seu corpo focalizando em sua mão, manifestando-se como um brilho sobrenatural em torno de seu punho. Ele é um exímio artista marcial especializado no kung fu.  O poder de seu punho “energizado”, lhe dá um soco a nível sobre-humano e também, enquanto sua mão esta energizada, se torna insensível à dor e lesão. No entanto, o invocar o Punho de Ferro deixa Rand fisicamente e mentalmente esgotado, incapaz de repetir o ato por um tempo.

O Punho de Ferro também pode concentrar a energia chi internamente para se curar, ou externamente para curar as lesões de outros. Outra façanha é telepaticamente fundir sua consciência com a mente de outra pessoa. Danny com o decorrer do tempo aperfeiçoou o Punho do Dragão, usando-o com os dois punhos e alcançando um poder extremo a ponto de derrubar adversários “pesos pesados” como Colossus dos X men com um só golpe. Danny Rand já leu todos os manuscritos do Punho de Ferro, dominando assim todo o estilo e doutrina. Ele nunca usou tudo o que sabe, ainda.

Na série, Danny Rand está em inicio de sua vida como o Punho de Ferro. Apesar de ser um excelente lutador, ele ainda não domina todos os poderes do Punho de Ferro. Há um certo momento na série e que ele utiliza o Punho do Dragão de forma bastante poderosa, causando um belo estrago. A série mostra que ele poderá aperfeiçoar suas técnicas e aprender novas, o que lhe deixaria mais poderoso do que já é.

Principais Personagens

Danny Rand, o Punho de Ferro é o principal personagem da série, que busca respostas de seu passado e a trágica perda dos pais. A série não se aprofunda muito sobre o passado dos pais, fica em aberto se Wendell Rand treinou em Kun Lun ou não. O ator Finn Jones se esforça para ser o Punho de Ferro, suas lutas são boas, belas coreografias, mas as lutas já vistas nas outras séries da Marvel, em especial as lutas do Demolidor são superior as de Danny Rand. As lutas de Danny são superiores quando ele utiliza o Punho, aí sim as cenas fica belas, em especial uma no final da série. O personagem retratado demonstrou em diversas vezes muito “mimado” e sem um foco central, algo que infelizmente deixou o personagem brilhar.

Joy Meachum é a filha de Harold Meachum. Uma mulher de negócios brilhante e destinada a assumir as empresas Rand. Na série, demonstrada algumas vezes como uma “irmã” de Danny, há momentos que ela tem um certo ciúme dele. Personagem importante no decorrer da série, a atriz Jessica Stroup faz um ótimo trabalho.

Ward Meachum é o irmão mais novo de Harold Meachum. Um homem ganancioso, que tem seus próprios planos. Na série, ele é retratado filho de Harold e irmão mais velho de Joy. A principio parecia apenas um empresário arrogante viciado em remédios, mas no decorrer da série o ator lhe entrega uma forte carga emocional relacionado com sua família.

Colleen Wing é filha de Azumi Ozawa e de Lee Wing, um professor de estudos orientais na Universidade de Columbia, em Nova Iorque. Após a morte da mãe, o pai de Colleen sem psicológico para cuidar dela, a envia para o Japão sob os cuidados do avô materno, Kenji Ozawa. Lá Colleen aprende as artes marciais e a doutrina samurai se tornando uma excelente guerreira. Após anos ela volta para Nova Iorque e faz amizade com a detetive Misty Knight. Na série, a misteriosa professora além de estar ensinando artes marciais para seus alunos, se torna amiga de Danny e com a ajuda de Claire Temple, um possível interesse romântico. As melhores cenas de lutas tem a Colleen envolvida, chegando em certos pontos ser mais carismática e habilidosa do que o protagonista.

Ligação com outras séries

Todas séries da Marvel fazem parte do mesmo universo dos filmes, o Universo Cinematográfico Marvel. As séries da Marvel que a Netflix já produziu foram: duas temporadas de Demolidor, e uma de Jessica Jones e Luke Cage. Punho de Ferro retorna na série Os Defensores, série produzida também pela Netflix que reunirá os 4 guerreiros das ruas (Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro) com previsão de estreia ainda este ano de 2017.

As outras séries da Marvel que também estão sendo produzidas são: o retorno da 4ª temporada de Agents of SHIELD (que em breve teremos um review aqui) com previsão de estreia no dia 4 de abril pelo canal ABC, Os Inumanos com os dois primeiros episódios no cinema no dia 1º de setembro e o restante dos episódios pela ABC a partir do dia 26 de setembro, Manto e Adaga produzidos pelo Freeform (selo teen da ABC) com previsão para o final de 2018, Justiceiro pela Netflix, com previsão para este ano ainda e a 3ª temporada de Demolidor com previsão para 2018.

Conclusão

A série como um todo não é a melhor série da Marvel. Mas consegue entregar diversão e belas lutas. Claro que, não chega ao nível das lutas da série do Demolidor por exemplo. A trama começa de um jeito, muda o foco no meio da série e no final toma outra direção. Ou seja, a série acaba se enrolando com a história, talvez quiseram passar muitas coisas em um pequeno espaço de tempo. O ator não consegue entregar um protagonista carismático, mas nada que beira ao fiasco. Os coadjuvantes citados acima, entregam uma história e carisma maior e mais trabalhados, em especial Ward Meachum. Há ainda alguns pontos a serem comentados, mas não saltarei nenhum spoiler aqui. Em breve estarei falando de certos eventos e personagens da série, que aparecem só no decorrer e final dela.

Pontos positivos:

  • Ambiente todo oriental e mistico
  • Netflix deixa se levar pelo lado sobrenatural de forma mais “clara”
  • Bons coadjuvantes

Pontos negativos:

  • História sem foco
  • Protagonista fraco
  • As melhores lutas demoram a acontecer

Nota final: 6,8 / 10

 

About the author

NerdProfeta

Cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista.

  • Visio

    Orran! Bem completo o conteúdo hein!? Manja do assunto!
    Já fazem alguns anos que eu não consigo me empolgar com nada do universo DC ou Marvel… é foda perder o fio da meada e voltar agora com o universo tão complexo como se encontra atualmente.

    • Valeu Visio! Verdade, depois que se perde o ânimo e tenta voltar depois de um tempo é muito dificil empacar! Falo por mim mesmo, mas no meu caso é nos animes! Muito tempo que não acompanho animes e agora, mesmo com Dragon Ball Super fazendo sucesso eu não consigo pegar para assistir!